quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Primeira prova de que não sou comum - Não quero me casar

Começa então minha tese de doutorado (!), a primeira prova de que não sou comum é que não quero me casar, mas daí vem uma série de perguntas e questionamentos que certamente me farão e que minhas amigas sempre fazem:
P: Mas vc não gosta do seu namorado?
R: Sim, gosto.
P: Então por que não casar?
R: Porque é o que todo mundo faz e não me sinto confortável tendo uma vida comum senão sou comum. (fala senão é uma boa resposta!)
P: Mas é natural pessoas que se gostam quererem se casar.
R: Isso é o comum, ele quer mesmo, pois é uma pessoa comum, eu não, adoro minha condição de namorada sem compromisso com mais nada além de mim mesma (egoísmo?). Tá, pode até ter um toque de egoísmo nisso tudo, mas o que tem demais em querermos viver pra nós mesmos e não para os outros. Tanta gente se casa para dar satisfação à família, à sociedade, a todos, menos a si mesmos. E depois passa a viver não para si, mas para os outros, para a casa, para o marido e então vem os filhos e aí o que vejo é uma mulher que aos 50 anos de idade, como uma tia que tenho, não tem sequer uma paleta de sombras para se maquiar, de tanto que se descuidou de si mesma.
P: Mas isso não acontece com todas as mulheres. Você está generalizando.
R: Sim, posso estar, mas com pelo menos 50% das mulheres é assim que ocorre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, comentários são sempre bem vindos, mas seja educado, educação nunca é d+. Abraços e obrigada pela visita.