domingo, 24 de agosto de 2014

Uma pequena mudança todos os dias

Mudar os hábitos, mudar quem somos, é algo muito complicado. Mas algumas vezes é realmente preciso. Muitas vezes devemos abrir nossas mentes e ouvidos para visões diferentes sobre a vida. Visões que não estamos acostumados mas nem assim passam a ser erradas.  Todo mundo passa por momentos difíceis na vida, momentos de perda, de fim de relacionamento, e como já disse Shakespeare, não podemos mudar o que sentimos mas podemos decidir o que fazer a respeito. E se quisermos de verdade, uma situação de tristeza profunda pode ser uma chance enorme para o nosso amadurecimento, se tirvermos maturidade para ver e entender. Claro que isso leva tempo, leva tempo absorver, introjetar, leva tempo mudar. Muitas vezes os propósitos de Deus pra nós não são fáceis de entender nem de aceitar. Muitas vezes o que achamos ser o melhor pra nós nem sempre é o melhor mesmo. Mas é preciso aceitar com resignação o que a vida nos apresenta e nos agarrar às coisas boas mesmo nos momentos de dificuldade. Não podemos forçar as pessoas a verem o mundo como nós, a sentir as coisas como nós sentimos. Algumas dores que em nós levam simples horas para passar em outras pessoas demoram anos. Cada pessoa é mesmo um mundo diferente e cada uma sabe de si e o quanto dói cada dor e cada ofensa que recebeu de alguém que considerava importante. Pois bem, por isso dizem que o tempo cura tudo, e cura mesmo, vivendo outras coisas, esquecemos as ofensas antigas, os relacionamentos antigos e tudo vai sendo esquecido, e só o importante que fica. A nossa mudança só pode ocorrer se quisermos de verdade, se percebermos que a forma que como agimos não só nos faz mal, como faz mal às pessoas ao nosso redor. É fato que ningúem neste mundo é modelo de conduta, afinal somos todos humanos, traidicionalmente imperfeitos. Ainda assim algumas pessoas são admiráveis, por passarem por tudo como uma rocha e ainda assim conseguirem sair ilesas das situações difíceis e sem magoar ninguém. Estas pessoas são raras e tem uma resignação igual à de Sidharta Gautama, pois sinceramente é difícil se controlar em alguns momentos. Ainda assim é possível, é possível pensar dez vezes antes de responder grosseiramente a alguém, é possível não levar desaforo para casa mas ainda assim não ofender ninguém. E é possível principalmente controlar a raiva. Nossa, eu bem sei o quanto é difícil, mas aprendi a duras penas que a raiva e o ressentimento não são bons conselheiros, melhor lembrar-se sempre que quando não tivermos nada de bom para dizer é melhor não dizer nada. Infelizmente sei o quando é difícil fazer isso, a raiva e o ressentimento são péssimos conselheiros, nos levam a enganar, mentir e querer o mal até daqueles que gostamos quando temos acessos de raiva. Infelizmente atualmente só posso lamentar pelas pessoas que magoei ouvindo somente meu ressentimento ou minha raiva. E sinto muito por isso. Mudar depente unicamente de nós mesmos, não adianta todo mundo dizer o quanto temos que mudar determinadas coisas pois senão quisermos e senão acreditarmos que precisamos, jamais mudaremos. Pois bem, como começar a mudar? Para mim, funcionou da seguinte forma, uma coisa de cada vez, ninguém muda de uma hora para outra e vira outra pessoa. Depois de tudo que passei nos últimos tempos passei a acreditar que eu precisava de outra vida, de ser outra pessoa, uma pessoa melhor. E sim, podemos ser pessoas melhores, não precisamos salvar o mundo para isso, precisamos salvar apenas a nós mesmos. Temos que reconhecer nossos erros, anotar tudo, introjetar e decidir o que faremos com isso. Muitas vezes já menti para agradar, já menti para não brigar, depois que pus na cabeça que isso não me leva a nada, só adia o problema, parei de vez com isso. A verdade dói mas precisa ser dita. Mas é fato que nem sempre temos todas as respostas, então que admitamos nossas dificuldades, que sejamos capazes de reconhecer que não temos todas as respostas o tempo todo, ainda assim é melhor  admitir uma fragilidade do que mentir. Custei para aprender isso, mas aprendi. Outra coisa que aprendi foi que não devemos prometer o que não vamos cumprir. Ninguém nos conhece melhor do que nós mesmos, ninguém, nem nossas mães nem nossas melhores amigas ou amigos. E devemos definitivamente parar de nos enganar, quem vive enganando a si mesmo acha que pode enganar os outros, mas não pode. Não prometa, faça. Suas ações falarão por você muito mais do que palavras, não precisa dizer que mudou, provar é mais fácil e mais eficaz. Se ninguém mais acreditava que você poderia realizar algo como emagrecer, como voltar a estudar, como mudar de emprego e de vida, não precisa dizer, faça. O resultado para quem emagrece de verdade é inegável, mas não faça promessas mirabolantes, promessas impossíveis de realizar. Seja realista, comece com uma pequena mudança todos os dias, se quer fazer excercícios físicos, faça, comece duas vezes por semana, aumente a carga, faça o que der, mas não se mate, exercícios em excesso também fazem mal. E se quer algo, não espere cair no seu colo, corra atrás. A nossa vida não muda somente com atitude positiva, a vida muda com trabalho, com esforço. Senão está satisfeito no trabalho, arrume outro, arrume mais um, complete sua renda, faça algo. Se está infeliz, descubra o motivo, e tente melhorar isso, se está triste porque está sozinho(a) procure os amigos. Amizade é a melhor coisa que tem. Amigos são as únicas pessoas que nos suportam da forma como somos, com todos os nossos defeitos. Então abrace suas amizades, divirta-se, saia, dance, coma, ria, brinque, Mas aprenda, podemos ser nós mesmos, mas podemos ser a melhor versão de nós mesmos, basta querer. Devemos estimular nossas melhores qualidades, se somos altruístas, benevolentes, caridosos e prestativos devemos continuar estimulando isso, se somos pessoas alto astral, bem humoradas, divertidas, devemos ser mais, acredite, podemos ser versões melhores de nós mesmos, sem perder a essência, podemos ser novas pessoas mas em nosso âmago, nossa melhor parte deve permanecer a mesma. E a pior parte é que temos que trabalhar para melhorar. Se somos ciumentos, inseguros, indecisos, temos que trabalhar isso, colocar no papel os motivos pelos quais somos assim e se temos mesmo motivos para ser assim ou é só neurose, se for neurose é melhor tomar cuidado, veja a vida com mais leveza, acredite mais nos outros, faça o melhor para receber o melhor. Chico Xavier já dizia, não ame mais ou menos, ame de verdade ou correrá o risco de ser uma pessoa mais ou menos. Podemos ter tudo mais ou menos, uma casa, um emprego, uma vida mais ou menos, mas jamais devemos aceitar ter um amor mais ou menos ou nos tornaremos pessoas mais ou menos. Na vida nós recebemos o que damos, senão dermos tudo, senão dermos o melhor, jamais o teremos e em tudo, na vida, nos relacionamentos amorosos, de amizade, com nossa família, no tranalho. Então dê o seu melhor, sempre, haverá pessoas que não vão valorizar, haverá pessoas que não irão reconhecer, mas sim, em algum momento a vida há de recompensar o fato de você ter dado o seu melhor. Quebrar a cara de vez em quando não é motivo para se segurar, ame sem medo, ria sem culpa, não culpe ninguém pelos seus tropeços, perdoe o que precisar ser perdoado, esqueça o que não tem perdão, mas jamais, jamais esqueça as coisas boas que fizeram por você, a gratidão e a humildade são o tesouro mais precioso que podemos ter. E a gratidão nos torna pessoas mais felizes, isso já foi provado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, comentários são sempre bem vindos, mas seja educado, educação nunca é d+. Abraços e obrigada pela visita.